jc
Dia das Mães

Dia das Mães

Quase sempre lembramos dos conselhos e gestos de atenção em voz alta e insistentes de mamãe, ecoando no centro de nossas vidas.

Raul Tartarotti

Raul TartarottiCrônicas Semanais

02/05/2022 21h36
Por: Fernando Gadret
Fonte: Raul Tartarotti
24

Quase sempre lembramos dos conselhos e gestos de atenção em voz alta e insistentes de mamãe, ecoando no centro de nossas vidas.

Dela vieram os primeiros passos que nos ensinaram a sair de um momento quase escondido, um lugar que foi concedido direito pra poucos. O colo da Mãe.

Essa que nos embalou por tantos minutos, e que pelo sono surgido naqueles braços, parece ser uma noite toda de carinho, como o adormecer de Morfeu. Nossas heroínas começam amar seus filhos antes de concebê-los, e entendem a importância do olhar, na vigília permanente e amorosa, e que ainda nos sente em seu ventre, desde quando estávamos lá tentando nos formar gente.

Vivo agora a vontade escondida de querer outra vez o colo e o ombro, únicos que me fizeram sentir emoções muito distintas, e me trouxeram recordações da dor de uma existência.

Ela que nos deu educação, pra vencer as batalhas pós-parto, e desde os primeiros passos de um filho, criou um caminho pra que pudesse trilhar com segurança, e hoje poder chamar de sua própria vida.

Há anos lembro que nesse domingo preciso estar preparado e cheiroso pra levar meu presente bem escolhido pra você.
Nesse dia especial, meu beijo vai pra todas que desejam esse sonho maternal, mas também aquelas sortudas que o vivem todo dia.

Se não puder me abraçar não tem problema, deixo as flores onde sei que posso te encontrar com meu olhar e pensamento, lugar de onde você não sairá jamais, junto ao meu coração.


Feliz dia da Mamãe.