jc
Mercado Público

Mercado Público: Deputada quer a preservação do espaço

A deputada estadual Sofia Cavedon (PT), presidente da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa, está empenhada na luta pela preservação do Mercado Público da capital, que corre sérios riscos com o modelo de concessão à iniciativa privada proposto pelo prefeito Marchezan.

30/10/2019 16h30
Por: Fernando Gadret
Fonte: Marta Resing
188



A deputada propôs nas audiências públicas realizadas, que antes de lançar edital de privatização do espaço seja feito o inventário e o tombamento do patrimônio imaterial do Mercado Público. "É o uso, os costumes, o modo de viver, a ambiência, o tipo de cultura alimentar, de arte, dos encontros, manifestações políticas, culturais, religiosas. Isso tem que ser inventariado. Isso é condição e prioridade", destaca. Sofia defende que sua preservação tem que ser mantida durante os 25 anos de concessão. 

Nesse sentido a deputada entrou com requerimento no Ministério Público de Contas. "As condições que apresento são elementos para antes do Edital ser publicado e as considero pertinentes para que as características do Mercado Público sejam preservadas", afirma a deputada que também protocolou o documento junto à consulta pública. O MP vai apurar a legalidade do processo.

Sofia disse ainda que os mercadeiros e mercadeiras também devem ser considerados dentro desse inventário, pois foram eles, de geração em geração, que transformaram e fazem a história do Mercado, com democracia, qualidade e bom atendimento. "Eles tem o direito de gestar o espaço", ressalta.

A preocupação da deputada é que o mix característico de comércio existente no local deixe de existir. "O Mercado Público tem floras, a loja da reforma agrária, feiras, como a do Vinil e a do Gibi, e os permissionários e permissionárias, mesmo com prioridade para cobrir as ofertas de locação, conforme constará no edital, poderão não conseguir permanecer ou pagar para manter o negócio. Por que o Mercado é o que é hoje por causa do conjunto que ali existe", enfatiza Sofia. 

PoA, 29Out19
Jorn. Marta Resing

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.